Escola de Filosofia Chinesa - Integrada a Wu Xing Clínica

Insuficiência renal

Insuficiência renal

 

Assusta a grande quantidade de pessoas –  jovens na sua maioria – com insuficiência renal. Aqui na Wu Xing Clínica, entre 20 a 24 de junho, quatro jovens, em momentos distintos,  dois com 33 anos, um com 28 e o último com 26 anos, apareceram com diagnóstico dessa doença,  situação que só acometia pessoas acima de 50 anos.

Houve descoberta do quadro de insuficiência renal por acaso: um teve convulsão, outro pressão alta, outro  excessiva fraqueza e o último dificuldade urinária. Levados ao pronto socorro e persistência dos sintomas, realizaram-se maiores investigações.

A  medicina moderna – ocidental – além de engatinhar no diagnóstico, ministra tratamento para manter o rins como estão, sem grandes chances de melhora, porque o procedimento de diálise é apenas para dar  sobrevida e os medicamentos químicos produzem efeito contraditório.

Fiquei pensando em duas situações: pode existir diagnóstico incompleto e precipitado  ou  certa afoiteza em prescrever diálise ou medicamentos bons, a curto prazo, mas com repercussões colaterais nefastas a médio e longo prazos.

É sabido que os rins, na beira da insuficiência, têm dificuldade em  filtrar creatinina e uréia ( substâncias tóxicas do sangue), as quais são originadas  pela  síntese da proteína em nosso organismo.

Mas a insuficiência renal pode ter outras causas estimuladas, entre elas,  o excessivo consumo de doces, sal e derivados de animais criados em confinamento, por causa da quantidade de fosfato e uréia introduzidas nas rações, uso frequente de anti – inflamatórios, etc.

Os principais sinais de dificuldade dos rins pode não ser a urinação ( pouco ou muito), mas hipertensão, diabete, cisto e cálculos renais, infecções urinárias repetidas. A  simples redução do volume de urina pode ser sinal tardio.

Seria prudente que nossos exames de rotina incluíssem não só hemograma (exame de sangue) e urocultura ( urina), mas também potássio, sódio, magnésio, fósforo, ph sangue, uréia, creatinina e ferro.

Não vejo perspectiva de cura, nos moldes da medicina ocidental. 

Para a medicina chinesa, no entanto, a causa da insuficiência renal, se não for hereditária ( pais com fraqueza rins), decorre de alimentação inadequada (demasiadamente rica em proteína animal) , a qual compromete a falta de formação da  essência jing dos rins,  excessos de  doce e sal. Contribui para isso, também, jornada trabalho estafante ( sob tensão) e desregramento das atividades sexuais.

No ocidente, o excesso de medicamentos ( relaxantes, antipiréticos, antialérgicos, antibióticos ou anti-inflamatórios), são causadores de deficiência na formação dos rins.

Sintomas de pressão alta (jovens), glicose elevada, sangue na urina, perda peso, urinação reduzida ou excessiva, dores lombares ou nuca, podem indicar sinais de dificuldade da função renal. Nestes quadros, melhor investigar melhor, realizando exames de sangue e urina completos, bem assim verificação das taxas de creatinina,   uréia, sódio e peptídio c.

Os rins produzem medula e esta  produz sangue, ossos, dentes, cabelos, audição e cérebro..

 

Mestre Shen

04/07/2016