Escola de Filosofia Chinesa - Integrada a Wu Xing Clínica

mal de parkinson

mal de parkinson

Mal de Parkinson

Essa doença dá sinais de lentidão dos movimentos, rigidez e tremor, andar arrastado, além de aparentar, na face, aspecto de mumificação. 

Para a medicina ocidental é uma doença neurológica que altera funções do cérebro, não tem formas de prevenção (  diferentemente do mal de alzheimer que mais atinge mulheres) e mais atinge homens entre 50 a 60 anos, existindo algumas situações em torno da idade de 45 anos.

Os medicamentos postos à disposição, com propósito de retardar os efeitos - levodopa ( carbidol,  prolopa, etc) inibem os tremores, a curto prazo - em torno 02 nos - mas os efeitos colaterais ao fígado são desastrosos, a médio e longo prazo, pois comprometem os dutos e músculos hepáticos, além de induzirem descalcificação dos ossos e diabetes. Seria prudente - e isto raramento é feito - ver taxa de glicose, transaminase, gama GT e fosfatase alcalina aos  dois anos de tratamento com aquela medicação. É quase certa a alteração das condições fisiológicas do fígado, inclusive sérios riscos de tumor ou câncer. 

Aliás, quando a medicina moderna fala em fazer prevenção ou que não há meios de prevenção, resvala no "achismo", pois confunde "prevenção" com "constatação". Por acaso, outubro rosa diminuiu prescrição de reposição hormonal, causa de canceres mamários, aneurismas e tumor cerebral? Por acaso novembro azul tratou melhor os rins para fortalecer bexiga e próstata? Não há prevenção, mas verificação (exames). Prevenir não é o que  dizem por aí as campanhas publicitárias milionárias. Prevenir qualquer doença é retirar acidez e intoxicações do organismo. Só isso. 

Para a medicina chinesa,   trabalho  por pessoas que nunca descansam, consomem doces e alimentos gordurosos em excesso, raiva, frustração e ressentimento, causam fraqueza dos rins (yin)  e baixa produção de sangue (yin fígado), formando muco ( músculos e tendões)  e calor no fígado ( ascensão). A subida do calor do fígado causa vácuo neste órgão e umidade nos tendões, os quais não se  nutrem com sangue, perdendo energia.

Na natureza bruta  o elemento madeira - árvores mais finas - balançam ou caem com o vento. Na natureza humana o fígado corresponde a madeira.

A cura é difícil para um organismo já debilitado, mas tratar fígado e rins ( reforçar) e expelir muco interno, trará excelentes resultados ao paciente, sem os efeitos colaterais deletérios da medicação química. É preciso remover as causas, sem o que tudo fica paliativo.

Mestre Shen 03/17